>

Pesquisar:

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Residência Euroville II

Hoje vou falar um pouco de como foi concebido um projeto que está em fase de obras e devido aos desafios vencidos vale a pena ser compartilhado.

O que foi importante considerar:


1- Lote de esquina, 2,7m acima do nível da rua, ou seja, atenção especial para a fachada que ficará em evidência sob diferentes perspectivas e aos recuos exigidos pela lei de zoneamento que em caso de esquinas limitam um pouco a área de construção;
2-  Os proprietários, gostam do estilo contemporâneo mas prezam pela privacidade por isso não queriam grandes aberturas voltadas para a rua...” ok” mas se considerarmos que se não abríssemos janelas para a rua, a única lateral que sobraria para iluminar e ventilar a casa ficaria na face sul de modo que teríamos uma casa fria, escura e pouco ventilada, e futuramente a situação pioraria, quando o lote vizinho também tivesse uma edificação;
3- Considerando o desnível do lote com relação à rua, vale a pena “aproveitar” a parte de baixo para a garagem? Não sei não...cuidado com a palavra aproveitar, ela pode otimizar ou destruir um projeto, sendo assim, veremos.


A extensão do lote e o programa requerido comportaram tranquilamente a garagem no mesmo nível que o pav. térreo



O muro com 1.90m de altura garante privacidade à área social, toda aberta para a varanda, com portas de correr em um único vão de 3.70m, permitindo plena entrada de luz.

Aproveitamos o aumento de altura onde ficará a caixa dágua para criar um volume em balanço quando unido ao banheiro da suíte.


        


Ela ainda se encontra em fase de obras, as fotos serão atualizadas conforme o andamento da execução.


Projeto realizado em parceria: 
Arquitetura: Marcela Lima e Alessandra Romero
Projeto estrutural: Rogerio C. de Lima




Nenhum comentário:

Postar um comentário